Jacintas

Posted: domingo, 21 de junho de 2009
Vi uma jacinta
Levar o dia nas costas
E sumir no horizonte

366 jacintas
Sumiram no horizonte
Levaram o ano bissexto

As jacintas levaram o ano
E deixaram seu rastro
De sóis apagados
E muitos presentes

Um terreno pra José
A saúde de Maria
O emprego de Leonor
O filhinho de Dozé
A carroça de Jacinto
A prenhez para Jacinta...

Faltavam 120 jacintas
Quando meu presente
Caiu das asas do dia:
Aquele dia não perdi
Não perdi mais nenhum
Vi todas as jacintas
Ao lado da mulher amada
Que caiu de uma jacinta

2 comentários:

  1. Anônimo 22 de junho de 2009 00:26

    Esse ja conheço
    "Jasenti" o lance...rs
    Bom pacas...365 Xs !

    abraço, Poeta !

    Joe_Brazuca


    ( vem cá :as noites tb foram achadas, ou não ?...rs)

  2. Cristiano Melo 22 de junho de 2009 10:24

    Marcos,
    Jacinta ficou bom pra metáfora que empregaste no poema. Ano bissexto deixa uma jacinta de sobra?
    Quando é o próximo bissexto?rs
    abração

BlogBlogs.Com.Br