C'est ça !

Posted: quinta-feira, 14 de maio de 2009

...e pelo visto ela está em Paris,
n'est pas, monsieur ?
a moça atravessa a rua da praça
e traça a ignara massa

deixa a moçada devassa

sem tocar na manguaça


ah !...essa moça que na praça
passa e nos laça...
que graça ?


c'esta ça !

©joebrazuca - MMIX - sp/br

6 comentários:

  1. NDoretto 14 de maio de 2009 20:34

    lindinho com estrelinhas, joe!

  2. Van 14 de maio de 2009 21:00

    Poliglota,
    Teu poema é
    Muito massa.

    Bisous

  3. Marcos Pontes 15 de maio de 2009 17:57

    Desse jeito, também vou ter que fazer aliterações bilingues. Só tem poliglotas nessa turma...

  4. Compulsão Diária 15 de maio de 2009 18:53

    Hey, Joe! Ou lá lá

    o toi que j'eusse aimée, ô toi qui le savais!

    Une femme passa...

    A une passante pós-moderna. Pas mal, Baudelaire "dus " paraíso ;)))

  5. Joe_Brazuca 16 de maio de 2009 11:45

    EU NÃO SOU POLIGLOTA, caspitta !....rsrsrs

    (como disse o Pontes, só tacadas em "outros sons"...só isso !...rs)

    um beijo pra todos !

  6. Cristiano Melo 16 de maio de 2009 11:47

    Poxa, Joe,
    Este aí já vem com música???
    Visualizei uma musicalidade intrínseca ao poema, é o que dá poeta e músico.
    Congratulations!
    abraços

BlogBlogs.Com.Br